Arquivo do mês: janeiro 2018

Asa Branca

Asa Branca

Curioso que alguns rótulos permaneçam tão apegados a suas raízes e consigam mesmo assim manter uma conexão com seu público nesses tempos midiáticos.

A Cachaça Asa Branca tem um rótulo repleto de textos que, embora apresentem informações importantes e necessárias, em nada contribuem para a “vendabilidade” do produto.

Nisso está par-a-par com sua concorrente  que é considerada por muito um ícone supremo. E longe de ser um problema, é gratificante que a história dessa cachaça que ultrapassa os 47 anos seja preservada como um tributo a sua histórica qualidade.

Diferente de outra produto do mesmo fabricante que provei em 2013 (Leia aqui), essa versão parece uma legítima mineira de Salinas. Suave, cheirosa, leve e naturalmente adocicada. Como se espere encontrar de um destilado repousado em tonéis de umburana.

A coroa é persistente e permite admirar seu amarelo dourado escorrendo lentamente  pelas bordas do copo.

Não foi possível investigar a história, mas é agradável pensar que foi inspirada na canção de mesmo nome de Luiz Gonzaga. Muitas vezes me peguei cantarolando entre um trago e outro os versos desse poema imortal.

Essa eu pude desfrutar como presente da cesta de natal que ganhei da Casa da Cachaça em Cascavel.

Afffe !!!!


Cor: amarela ouro
Viscosidade: média
Aroma: adocicado
Sabor: leve e adocicao
Madeira: umburana
Graduação: 40%
Apresentação: garrafas de 670 ml

Famosinha de Minas

Famosinha de Minas

Cachaça no melhor estilo mineiro produzida desde 2008 em Papagaios/MG.

Apesar da breve história, acumula prêmios que atestam a qualidade de seus produtos.

O rótulo informa que é armazenada em Tonéis de Amburana mas o site do fabricante afirma que ela seria envelhecida por dois anos.

Aroma suave, levemente ácido.

O sabor e a doçura confirmam o contato com a Amburana, mas o gosto levemente ácido e picante proporcionam uma experiência diferente do que se costuma obter dessa madeira.

Agradável e fácil de degustar.


Cor: amarelo claro
Viscosidade: média
Aroma: neutro
Sabor: suavemente adocicado, marcadamente picante.
Madeira: Amburana
Graduação: 42%
Apresentação: garrafas de 50, 600 e 700ml.

Engenho Buriti de Minas LTDA
Fazenda pontinha , SN, Zona Rural. Papagaios
MG CEP: 35669-000 Caixa Postal 04
http://engenhoburiti.com.br


Savassi

Savassi

Savassi é o nome de um bairro de Belo Horizonte tradicionalmente conhecido por seus bares e sua vida boêmia. E juntando mineiro com boemia só pode resultar em cachaça.

Esta cachaça representa bem o nome. A apresentação causa boa impressão ao combinar sobriedade com sofisticação.

Seu sabor leve convida à degustação sem pressa nos fins de tarde preguiçosos.

Versão envelhecida em tonéis de carvalho que me foi presenteada por um saudoso e eterno amigo que hoje se encontra em um plano maior da existência humana e com quem muito apreciaria poder desfrutar do aroma e sabor levemente amadeirados que ela apresenta.

Mas não consegui descobrir se ainda continua a ser produzida. E assim seguimos sem poder apreciar uma nova garrafa, que por melhor que fosse, nunca teria o sabor daquela apreciada em tão preciosa companhia.

E assim seguem nossas vidas, em busca de novas e melhores safras.


Cor: amarelo ouro
Viscosidade: baixa
Aroma: levemente alcoólico
Sabor: alcoólico adocicado, suavemente amadeirado
Graduação: 40%
Apresentação: garrafa de 500 ml.

https://www.facebook.com/cachaca.savassi


%d blogueiros gostam disto: