Arquivo do mês: setembro 2011

Carcará

Carcará

Carcará já foi cantado e decantado.

Cantado, o pássaro que já foi chamado de águia brasileira virou verso na canção de Chico Buarque (aqui).

Cientificamente é parente distante do falcão. Ave símbolo do cerrado brasileiro que em 2005 passou a representar a ABIN – Agência Brasileira de Inteligência.

Decantado e destilado, tornou-se cachaça na pequena cidade de Paineiras, região central de Minas Geiras.

Como o pássaro que lhe dá nome, esta cachaça é forte, arredia e impõe respeito.

Branca, de sabor e aroma marcadamente alcoólico. Esta garrafa de 2007 guarda um sabor que me fez pensar em cana queimada.

Não chega a descer rasgando, mas demora para pedir outra dose.


Cor: branca
Viscosidade: baixa
Aroma: alcoólico
Sabor: fortemente alcoólico
Graduação: 42%
Apresentação: garrafa de 600 ml.

Fone: +55 34 3211-9100

Anúncios

Néctar do cerrado

Néctar do cerrado

Cachaça produzida na cidade de Monte Alegre de Minas.

Após destilada em alambiques de cobre segundo os melhores preceitos do processo artesanal, repousa por pelo menos 18 meses em tonéis de Amburana, o que confere suavidade à bebida e uma cor brilhante indistinguível do branco.

Seu sabor é adocicado e sutilmente amadeirado distinguindo-se como um produto fácil de beber.

Embora seja produzida por um Engenho relativamente novo, ela demonstra respeito às melhores tradições da cachaça mineira e apresenta qualidade que a destaca entre as muitas marcas de bebida no mercado.


Cor: branca
Viscosidade: média
Aroma: levemente amadeirado
Sabor: adocicado, suavemente amadeirado
Graduação: 39%
Apresentação: garrafa de 700 ml.

http://www.nectardocerrado.com.br/
Fone: +55 34 3211-9100


Caipirinha de carambola

Caipirinha de carambola

Sabor exótico da Índia que já se incorporou à flora tupiniquim, a Carambola é literalmente a estrela deste drink.

De sabor agridoce suave, combina perfeitamente com uma cachaça envelhecida em madeiras de sabor leve como a umburana ou mais adocicada como o bálsamo.

Esta eu preparei com uma carambola esmagada em açucar, duas doses de Claudionor e muito gelo picado.

Experimente esta delícia num fim de tarde quente e ensolarada.

 


%d blogueiros gostam disto: