Arquivo do mês: agosto 2011

Medalha de minas

Medalha de minas

Às vezes encontramos cachaças que nos levam a perguntar: – onde afinal estavam elas?

A Medalha de Minas é bebida dessa estirpe. Nunca ouvira falar, mas experimentando percebi que estava diante de uma bebida leve, suave e saborosa.

Envelhecida em tonéis de amburana, não guarda cor ou sabor acentuado, mas adquire frescor e leveza.

Legítima representante da região do Serro, tradicional produtor de boas cachaças.

Mais precisamente oriunda da Fazenda Horizonte Belo na Estrada Real de Minas Gerais, mesmo produtor da Cachaça Velha Serrana.


Cor: branca
Viscosidade: média
Aroma: levemente amadeirado
Sabor: adocicado, suavemente picante
Graduação: 40%
Apresentação: garrafa de 600 ml.

Fone: +55 38 3541-1673


Lua nova

Lua nova

A Lua Nova é uma cachaça produzida desde 1995 pelo Grupo Salinas com o mesmo rigor e cuidado artesanal em alambiques de cobre na produção de sua irmã Salinas.

Mas ao contrário desta, a Lua Nova é envelhecida em tonéis de umburana o que lhe confere cor, perfume e maciez.

É bebida leve e agradável capaz de atender aos paladares mais apurados.


Cor: amarelo claro
Viscosidade: média
Aroma: levemente amadeirado
Sabor: amadeirado, suavemente picante
Graduação: 42%
Apresentação: garrafas de diversos tamanhos

http://www.cachacasalinas.com.br/


Bento velho

Bento velho

Em Conceição do Mato Dentro, distante 150 quilômetro de Belo Horizonte está localizada a Fazenda Bento Velho.

A partir de canaviais cultivados sem o uso de agrotóxicos é produzida uma cachaça suave, de aroma leve e sabor inicialmente picante e progressivamente adocicada.

Destaque para sua cor castanho claro, resultado do repouso em tonéis de jatobá.

É fácil de beber e concebida para atender ao crescente apetite de consumidores exigentes daqui e do exterior.


Cor: castanho claro
Viscosidade: média
Aroma: levemente adocicado
Sabor: amadeirado e levemente adocicado
Madeira: jatobá
Graduação: 42%
Apresentação: garrafa de 700ml

Coluninha

Coluninha

Produzida desde 1995 foi batizada em homenagem à cidade de Coluna, localizada no nordeste de Minas Gerais.

É uma cachaça branca e de aroma adocicado, apesar do envelhecimento por dois anos em dornas de madeira nobre o que lhe confere um sabor complexo e único.

Na fabricação da coluninha é empregada a tripla filtragem, processo muito utilizada na fabricação de outros destilados.

Alardeado como peça de propaganda marketing, a tripla filtragem é capaz de eliminar todos os resíduos e proporcionar uma uniformidade de sabor. Mal utilizada, pode resultar um produto muito pasteurizado, inodoro e sem sabor.

A coluninha, combinando métodos artesanais, processos orgânicos e modernas técnicas se apresenta como uma grata surpresa de qualidade e sabor diferenciados que agradam paladares exigentes.


Cor: branca
Viscosidade: alta
Aroma: levemente adocicado
Sabor: cana adocicada e picante.
Madeira: mistura de amburana, jequitibá, ipê, castanheira do pará e carvalho.
Graduação: 40%
Apresentação: garrafas de diversos tamanhos formatos e rótulos.
Fone: +55 31 3422 0309

Hanavilhana

Hanavilhana

Saborosa aguardente produzida na cidade de Rubelita/MG, distante 30 quilômetros de Salinas, motivo pela qual estampa no rótulo o nome da cidade que já virou grife de cachaça.

De cor amarelo ouro claro, mas intenso, contrasta com o sabor delicado desta bebida engarrafa em 2005.

Embora tenha 45 graus, ela é leve e adocicada. Decerto como consequência do repouso em tonéis de bálsamo.

O nome não consegui decifrar, mas certamente tem alguma semelhança com a maravilha que é desfrutá-la.


Cor: amarelo ouro claro
Viscosidade: alta
Aroma: levemente adocicado e amadeirado
Sabor: adocidado, amadeirado
Madeira: bálsamo
Graduação: 45%
Apresentação: garrafas de 600 ml
fone: +55 38 38413579

Massayó

Massayó

Existe um conjunto de cachaças produzidas artesanalmente em regiões turísticas que se prestam a atender ao desejo de consumo dos que ali visitam.

É o desejo de possuir ou presentear com algo diferente e inusitado e que evoque as tradições e a cultura do local visitado.

Praticamente todas as regiões turísticas exploram esta ideia em maior ou menor grau. Já encontrei cachaças como esta em praticamente todas as cidades litorâneas que visitei.

Em Maceió um amigo encontrou esta cachaça e, atendendo aos apelos do turismo comprou-a e me presenteou. O nome vem do riacho que corta a cidade e significa “terra alagadiça” em linguagem indígena.

A Massayó é uma bebida de sabor leve e adocicado mas muito diferente daquilo que convencionamos chamar de cachaça. Sua cor amarelo ouro e seu sabor amadeirado deixam uma sensação estranha no paladar que desaparece rapidamente graças ao pequeno tamanho da garrafa.

Bebidas como esta raramente se destacam pelo sabor, mas carregam recordações envoltas em riqueza cultural que justificam sua aquisição.


Cor: amarelo ouro
Viscosidade: baixa
Aroma: levemente adocicado
Sabor: levemente adocicado
Madeira: carvalho
Graduação: 40%
Apresentação: garrafa de 220 ml


Caipirinha de tangerina

Caipirinha de tangerina

Para sair do comum uma boa dica é experimentar caipirinhas com frutas cítricas variadas.

Uma excelente opção é a tangerina, também chamada de mexirica, bergamota ou mimosa. Não confundir com a poncã que é maior, de sabor suave e mais cascuda.

Originária da Ásia, a tangerina é pequena e muito cheirosa. Descascar uma basta para perfumar o ambiente.

De boa acidez, presta-se perfeitamente ao preparo de drinks, doces, compotas e diversos pratos . Meu chá preferido é o famoso “Earl Grey“, que leva óleo de bergamota em sua formulação.

Relembrando que para ser chamado de caipirinha o drink  precisa ser feito com cachaça e frutas esmagadas, vamos ao passo-a-passo do preparo desta delícia.

PASSOS:

  1. Descasque a tangerina usando apenas as mãos;
  2. Remova o excesso da película branca que reveste os gomos e separe-os;
  3. Coloque no copo, adicione  uma colher de açucar e esmague com o pilão;
  4. Adicione alguns filetes de pimenta dedo-de-moça para dar um sabor picante e esmague um pouco mais;
  5. Deixe descansar por alguns minutos. Isso apura o sabor da bebida;
  6. Acrescente o gelo picado e uma dose e meia de uma boa cachaça branca.

DICA: Não prepare com muita antecedência pois a tangerina, assim como o limão, oxida facilmente alterando o sabor da bebida.


%d blogueiros gostam disto: