Germana

Sempre me soou estranho que uma das melhores cachaças do país tivesse um nome que remete à Alemanha e suas tradições etílicas.

De modo que sempre que vejo uma garrafa de Germana, delicadamente empalhada e com seu rótulo de estilo clássico, não consigo evitar de pensar em Steinhäger.

A família Caetano, que produz a cachaça na cidade de Nova União, esclarece que sua bebida foi assim batizada em homenagem a uma freira de nome Germana, que viveu no século XIX próximo à Igreja de Nossa Senhora da Piedade. No local, hoje convertido em santuário, a freira era acometida de transes e revelações místicas e também distribuía remédios preparados com cachaça e ervas.

Na região de Caeté, em Minas Gerais, a palavra germana tornou-se sinônimo de cachaça, significando algo sem mistura, puro, genuíno.

Foi criada em 1981, mas sua comercialização deu-se a partir de 1984. Produzida artesanalmente com fermentação natural em fubá e destilação em alambiques de cobre.

Sua cor levemente dourada e aroma amadeirado são resultado do envelhecimento  de dois anos em tonéis de carvalho.


Cor: amarelo claro
Viscosidade: média
Aroma: suavemente amadeirado
Sabor: levemente alcoólico
Madeira: Carvalho
Graduação: 40%
Apresentação: garrafas de 300, 700 e 1000ml

http://www.cachacagermana.com.br

Anúncios

4 respostas para “Germana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: