Claudionor

Terceira melhor cachaça pelo ranking da revista Playboy, onde figurou pela primeira vez na quinta colocação.

Ou seja, melhorou o que já era quase perfeito. Isso porque a Claudionor descansa em tonéis de umburana por um ano e meio aproximadamente, o que é suficiente para apurar seu sabor, mas não demasiado para conferir-lhe o caráter de cachaça envelhecida.

Vale dizer que uma cachaça só é considerada envelhecida quando armazenada por mais de um ano em tonéis de até 700 litros.

A Claudionor, portanto, é a melhor colocada entre as “branquinhas”, o que não é pouco.

Possui ainda o título de cachaça mais forte do país. Originalmente ela tinha 54º de graduação alcoólica , depois reduzido para 48º, limite legal para ser considerada cachaça.

Legítima representante da tradição da cidade de Januária-MG que, antes de Salinas, era o principal produtor do país.

——————————————————————————————————

Cor: branca
Viscosidade: média
Aroma: levemente alcoólico
Sabor: neutro
Graduação: 48%
Apresentação: garrafa de 600ml

Anúncios

4 respostas para “Claudionor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: